BM #27 – Cazuza

A carreira de Cazuza foi curta mas fez com que ele conseguisse ser maior do que sua banda e muito maior do que o preconceito contra uma doença terrível e devastadora.

Além de extrovertido e contestador, ele deixou uma obra que retrata a cara dos anos 80 no Brasil.

No programa de hoje você ouve…

– Barão Vermelho: Ponto Fraco / Down Em Mim / Posando de Star / Conto De Fadas / Todo Amor Que Houver Nessa Vida /  Pro Dia Nascer Feliz / Bete Balanço / Maior Abandonado / Por Que A Gente É Assim?

– Solo: Exagerado / Codinome Beija-Flor / Só As Mães São Felizes / O Nosso Amor A Gente Inventa / Balada Do Esplanada / Ideologia / Faz Parte Do Meu Show / Brasil / Burguesia / Perto Do Fogo / Vida Louca Vida / O Tempo Não Para

Para baixar o programa, clique aqui

Acompanhe o Baú Musical no Facebook clicando aqui. Se quiser seguir nossas playlists no Spotify, basta clicar aqui.

Assine e avalie nossos podcast no iTunes:
– Se você usa o iTunes no seu computador, tablet ou smartphone, assine e avalie nossos podcasts clicando aqui!
– Não sabe como assinar o podcast? Clique aqui e veja como é fácil. E grátis!

Deixe seu comentário nos posts ou mande um e-mail para contato@baumusical.com.br se você…
– Quiser indicar seu artista preferido ou mandar temas que possam virar programas.
– Quiser colaborar com a pauta de um programa.
– Quiser melhorar o programa cada vez mais com dicas e sugestões pois, claro, esse podcast também é seu e você é um cara gente boa.
– Simplesmente quiser bater papo e passar o tempo porque não tinha coisa melhor a fazer.

2 pensamentos em “BM #27 – Cazuza”

  1. Olá Mauro,
    Só posso dizer, que delícia de programa.
    Deixo para escutar seus podcasts todas as sextas-feiras pela manhã quando estou indo para o trabalho e depois deste programa do Cazuza, passei o dia todo escutando as obras primas deste poeta.
    Muitíssimo obrigada.
    Vanessa.

    1. Que bacana, Van… os dois horários que eu mais ouvia podcast era indo ou voltando do escritório. Eles servem tanto para ativar o cérebro de manhã quanto para relaxar no final da jornada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *