O fio da navalha da censura

No programa que foi ao ar ontem eu comentei sobre a faixa Degustação ter sido censurada no álbum BomBom, de Rita Lee e Roberto de Carvalho, lançado em 1983.

Não vou tratar aqui sobre o motivo da censura e, sim, como ela era executada.

Se fosse nos dias de hoje seria simples: basta bloquear a execução com algum algoritmo e boas. O YouTube faz isso com eficiência. Mas nos anos 70 e 80 a coisa era mais complicada.

Os LPs, um a um, tinham as faixas censuradas a navalhadas para que a agulha do toca-discos não conseguisse tocar a música adequadamente.

E isso era uma faca de dois gumes. Da mesma maneira que chamava a atenção ter um disco desses em casa (esse da foto era meu) ele se tornava praticamente inútil.

Ou, pelo menos, teria que ter muita atenção ao colocá-lo no aparelho. Se a agulha atingisse a faixa as chances de danificá-la seriam enormes. E não era uma peça exatamente barata e fácil de se trocar.

Bom, não dá ara negar que era um meio mais eficiente do que a etiqueta na capa do disco informando que era “Proibido a execução pública da faixa Degustação para menores de 18 anos”.

Eu sou Mauro Manzano e não há censura que nos impeça de pensar.

Baú Musical no Spotify

Para quem é assinante do Spotify e quiser seguir as playlists do Baú Musical basta clicar aqui.

Após cada programa ir ao ar eu vou disponibilizar as músicas tocadas – e que são disponíveis na plataforma, claro – para aqueles que quiserem curtir as músicas na íntegra.

Isso também foi uma demanda de vocês, ouvintes, que sempre ficam curiosos para saber um pouco mais sobre alguma canção que eu tenha colocado apenas um trechinho dela ou que foi apenas um fundo musical para o bloco em questão.

Beleza?

Eu sou Mauro Manzano e música é para todos!